Blog

Blog sobre mercado imobiliário, dicas de decoração, informações sobre financiamento de imóveis e muito mais. Confira!

Como utilizar o FGTS no seu financiamento em 2021

Em 24/05/2021 - Para morar
Como utilizar o FGTS no seu financiamento em 2021

O interessante em utilizar o FGTS como forma de pagamento do financiamento imobiliário é que ele pode ser usado de diferentes formas.

O saque FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) pode ser feito pelo trabalhador em alguns casos específicos. Um deles é para pagar o seu financiamento imobiliário.

Por exemplo, esse valor pode ser utilizado na contratação do financiamento, como a entrada ou parte dela. Ele também pode ser acionado durante a vigência do contrato para diminuir o valor da dívida.    

Antes de sacar FGTS para compra do imóvel é preciso seguir algumas regras determinadas pela Caixa Econômica Federal. Elas se referem tanto à condição do imóvel, quanto à situação atual do financiamento imobiliário.

Também é necessário conhecer o saldo do Fundo de Garantia. A consulta pode ser feita através do site e telefones da CAIXA e pelo aplicativo FGTS disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store.

Além disso, será necessário apresentar um conjunto de documentos para conseguir aplicar o dinheiro do Fundo de Garantia na compra do imóvel próprio.

Documentos necessários para utilizar o FGTS

Para que o trabalhador consiga sacar o FGTS e utilizá-lo para quitar o seu financiamento imobiliário, será necessário a apresentação de alguns documentos.

Além de confirmar a identidade do trabalhador, esses documentos determinam se ele está apto para realizar o saque e qual o valor disponível na sua conta.

Esses documentos são:

— Documento oficial de identificação, como Carteira de Identidade (RG)

— Extrato da conta vinculada ao FGTS

— Carteira de trabalho para a comprovação do tempo de serviço sob o regime do FGTS

— Os trabalhadores avulsos precisam de uma declaração do órgão gestor da mão de obra ou do sindicato em questão

— Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF)

— Para casados ou em união estável, também é preciso apresentar o DIRPF do companheiro(a)

Regras aplicadas ao comprador do financiamento imobiliário

Com o dinheiro do FGTS é possível reduzir o montante do financiamento imobiliário ou, até mesmo, diminuir o valor das parcelas em 80%. Entretanto, para conseguir essa redução, o comprador precisa estar de acordo com as regras determinadas pela Caixa Econômica Federal.  

São elas:

— Ser maior de idade ou emancipado

— É necessário que seja brasileiro nato ou naturalizado. Para estrangeiros é necessário visto de permanência definitiva no país

— Não é possível ter outro financiamento ativo pelo Sistema Financeiro de Habitação em qualquer lugar do território nacional

— É necessário ter três anos de lançamentos de FGTS, podendo ser de empresas e períodos diferentes

— Não é possível usar o fundo para comprar imóveis se você já tiver um residencial em área urbana, seja concluído ou em construção

— Caso utilize para quitar saldo devedor, os pagamentos devem estar em dia no momento da solicitação

— Não é possível usar o FGTS para compra de moradias para terceiros

Somente os compradores de financiamento imobiliário que cumprirem esses requisitos poderão utilizar o valor do FGTS para quitar seus créditos habitacionais com os bancos e instituições financeiras.

Regras aplicadas ao imóvel do financiamento imobiliário

Além do comprador, os imóveis financiados também precisam estar de acordo com algumas diretrizes da CAIXA para que o FGTS possa ser utilizado no seu pagamento.

As regras são:

— O imóvel desejado precisa estar em uma área urbana

— É necessário que o imóvel seja para fins residenciais do titular

— É necessária uma vistoria para o uso do FGTS e posteriormente a sua aprovação

— A avaliação deve certificar o valor do imóvel em até R$ 1.500.000,00

— É necessário matrícula no Cartório de Registro de Imóveis com impedimento para comercialização

— O imóvel não pode ter sido adquirido por FGTS anteriormente pelo período de três anos.

Como pode-se observar, o imóvel precisa ser, obrigatoriamente, utilizado como residência do titular do financiamento imobiliário. Além disso, existe um limite para o valor do imóvel.

Utilizar o FGTS para financiamento imobiliário

Utilizar o dinheiro do FGTS para quitar o financiamento imobiliário é comum para bancos e instituições financeiras que trabalham com crédito habitacional. Entretanto, a forma como o FGTS é aplicado pode variar de acordo com a empresa credora.

Por exemplo, o financiamento imobiliário Itaú permite que o FGTS seja utilizado no pagamento da entrada, para amortização e liquidação do saldo devedor. Os correntistas do banco também podem utilizar o FGTS na compra do imóvel à vista.

Já no financiamento imobiliário Caixa, o FGTS pode ser usado na compra ou construção de um imóvel, amortizar ou liquidar o saldo devedor (desde que o contrato siga o SFH — Sistema Financeiro de Habitação).

Também pode ser direcionado para o pagamento de parte do valor das prestações, diminuindo em 80% o preço das parcelas por até 12 meses consecutivos (o contrato precisa estar no âmbito do SFH).Converse agora com um de nossos especialistas em mercado imobiliário e confira as condições que temos para você!

Deixe seu comentário

Posts relacionados

INCC: entenda como é calculado

INCC: entenda como é calculado

25/04/2022 Leia agora Seta
4 motivos para morar no centro de Curitiba

4 motivos para morar no centro de Curitiba

11/04/2022 Leia agora Seta