Blog

Blog sobre mercado imobiliário, dicas de decoração, informações sobre financiamento de imóveis e muito mais. Confira!

Apartamento novo ou usado: veja o que avaliar antes de investir

Apartamento novo ou usado: veja o que avaliar antes de investir

Comprar um apartamento deve ser um passo bem pensado. Independentemente de a aquisição ser para investimento ou para casa própria, a conquista de um imóvel exige grandes quantias de dinheiro, ou seja, é preciso avaliar tudo com bastante cautela para não haver arrependimentos no pós-compra. Entre todos aspectos a serem avaliados está a dúvida entre comprar apartamento novo ou usado e saber como avaliar se o investimento vale a pena.

Essa é uma característica tão importante quanto a localização, a metragem e as formas de pagamento, já que as condições de um imóvel também devem ser condizente às suas necessidades e, claro, ao valor que está sendo cobrado pela construtora.

Para ajudar você a escolher um apartamento de forma assertiva e sem arrependimentos, preparamos esse post com as principais informações sobre o assunto e o que avaliar em cada tipo de construção. Pronto para decidir seu futuro? Então continue a leitura!

Apartamento novo: o que avaliar?

Comprar apartamento novo pode ser a opção ideal para quem busca o primeiro imóvel ou para quem quer retorno de investimento no longo prazo. Isso porque as construtoras lançam cada vez mais empreendimentos a preços convidativos e que têm grande potencial de valorização.

A maior vantagem dos apartamentos novos está na modernidade da planta, na qualidade do acabamento e na alta durabilidade da construção que, se feita por profissionais e empresa responsáveis, podem passar décadas sem precisar de manutenção ou reparos.

apartamento-novo-ou-usado-construtora

Veja abaixo quais aspectos fundamentais para serem estudados antes de você se decidir pela compra de um apartamento novo.

Conheça a construtora

Claro que comprar um apartamento novo e ainda com cheiro de tinta pode ser tudo o que você precisava nesta etapa da vida, mas é importante deixar o lado emocional de lado e agir com a razão. Para saber se vale a pena comprar o imóvel, avalie a reputação da construtora responsável pela propriedade.

Pesquise a respeito dos empreendimentos, converse com quem já fechou negócio com a empresa e analise se existem muitas reclamações frequentes, como atraso na obra ou entrega diferente do prometido.

Construtoras de confiança lançam apartamentos com acabamento de primeira e não costumam estender a entrega das chaves, uma vez que se compromete com as necessidades do cliente. Além disso, o material utilizado é de primeira qualidade, ou seja, você poderá morar no apartamento sem preocupações em um futuro próximo.

Avalie o acabamento do apartamento

Outro aspecto indispensável para ser avaliado na hora de investir seu dinheiro em um apartamento é o acabamento do imóvel. Por mais que um novo empreendimento apresente vantagens como portaria 24 horas e outras facilidades, verificar a qualidade do material é determinante para fazer um bom negócio.

Vá à construtora responsável pela obra e pergunte a respeito do material utilizado na construção. Também é importante ouvir quem já adquiriu uma propriedade com a mesma construtora e, se possível, no mesmo empreendimento.

Embora algumas camadas de tinta façam maravilhas pela aparência de um apartamento, não se deixe levar apenas pela sensação da estética do imóvel. Um acabamento de primeira qualidade pode durar décadas sem que você precise gastar com reformas.

Conheça as formas de pagamento

Outro aspecto para ser avaliado antes de comprar apartamento novo ou usado é avaliar as formas de pagamento. Verifique as condições e veja se as parcelas cabem no seu orçamento, sem que comprometam muito a sua renda. Essa, inclusive, é uma das maiores vantagens da compra direto com a construtora: essas empresas costumam ser flexíveis na negociação do imóvel.

Para saber isso, converse a respeito do valor necessário para a entrada e, caso o imóvel ainda esteja na planta, veja como esse montante deve ser pago. Além disso, fique atento às taxas de juros e ao tempo de parcelamento que você deverá arcar.

Em geral, como as construtoras estão angariando fundos para financiar as obras de diversos empreendimentos, elas costumam facilitar bastante a aquisição do imóvel. Além disso, é importante você avaliar possibilidades como o programa Minha Casa Minha Vida e também o uso do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para auxiliar você a bancar a entrada.

Apartamento usado: o que avaliar?

Imóveis usados podem ser boas opções de investimento, principalmente para quem busca apartamentos mais amplos. Mesmo assim, é preciso avaliar bem as características do imóvel e da negociação antes de assinar o contrato de compra e venda.

O principal benefício de uma construção usada é que ela costuma ter maior metragem e pode custar mais barato — embora isso não seja uma regra. O problema é que muitos podem apresentar problemas estruturais, que custam caro e podem comprometer seu orçamento.

apartamento-novo-ou-usado-decoracao

Veja abaixo o que você deve observar antes de tomar sua decisão.

Fique atento ao estado de conservação do imóvel

Se você está pensando em comprar um apartamento usado, é preciso ter um olhar bastante criterioso na hora de analisar a conservação do imóvel. Verifique se as paredes têm rachaduras e se há presença de mofo. Isso pode indicar problemas hidráulicos que, além de poderem comprometer a estrutura do imóvel, ainda podem custar bastante para serem reparados.

Atente-se, ainda, para a caixa de energia. Veja se ela aparenta ser antiga, o que representa fiação elétrica obsoleta e que pode causar problemas como curtos-circuitos e até incêndios. Defeitos em uma fiação antiga podem também pesar no bolso e fazer grandes diferenças na sua conta de energia.

Por fim, verifique se há ferrugens nas esquadrias, maçanetas e janelas. Por mais que não sejam problemas tão dispendiosos, comprometem a estética do imóvel e deterioram os itens do apartamento.

Verifique a idade do apartamento

Outro aspecto importante é a idade do imóvel. Você pode conseguir essa informação avaliando a documentação do apartamento ou perguntando ao proprietário quantos anos tem a construção.

Embora pareça ser um detalhe, essa informação pode indicar para você se haverá a necessidade de reforma no curto prazo, ou seja, se você precisará gastar mais além do valor do apartamento. Pergunte, ainda, se o imóvel já passou por intervenções e quais foram.

Embora os imóveis antigos terem fama de durarem mais, eles podem apresentar diversos problemas de desgaste; do encanamento à própria estrutura do prédio, o que compromete sua segurança, principalmente se houver casos de emergência.

Investigue se os impostos estão em dia

Muitas pessoas se esquecem, mas procurar informações a respeito do tributo do apartamento usado é importante e deve ser decisório na hora da compra. Para colher essas informações, analise a documentação do imóvel e veja se existem pagamentos devidos ou impostos pendentes.

É importante ficar atento a isso para que você não tenha que arcar com altos valores após a compra do apartamento. Existem casos de apartamentos que devem décadas de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que acabam virando responsabilidade do novo dono.

Investigar essas informações também é importante para você verificar se o apartamento está com pendências judiciais, como penhora ou disputas por herança. Tudo isso pode transformar a aquisição do seu imóvel em um grande pesadelo.

Avaliar todas as características de um apartamento é importantíssimo para que você assine um contrato de confiança e sem arrependimentos no futuro. Lembre-se de que um imóvel deverá durar anos na sua família, ou seja, tudo deve ser avaliado com cuidado e bastante prudência.

Agora você se sente mais seguro para decidir entre a compra de apartamento novo ou usado? Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Então aproveite e siga a gente nas redes sociais. Estamos no Facebook e no Instagram com conteúdos incríveis sobre decoração e mercado imobiliário!

Deixe seu comentário

Posts relacionados

INCC: entenda como é calculado

INCC: entenda como é calculado

25/04/2022 Leia agora Seta
4 motivos para morar no centro de Curitiba

4 motivos para morar no centro de Curitiba

11/04/2022 Leia agora Seta